Fibrenamics reconhecida pela Comissão Europeia

A Comissão Europeia selecionou a Plataforma Internacional Fibrenamics da Universidade do Minho como caso de estudo, por considerar ser um exemplo de boas práticas na promoção de uma relação de cooperação entre a universidade e o meio empresarial.

Todas as atividades e trabalho que a Fibrenamics tem levado a cabo no que respeita à transferência de conhecimento e tecnologia junto do meio empresarial permitiram que a Comissão Europeia, no âmbito do estudo que tem vindo a realizar acerca do trabalho de cooperação existente entre as instituições de ensino superior e as empresas, a selecionasse como um modelo a seguir a nível Europeu.

A Fibrenamics desenvolve todos os dias investigação fundamental ao mais alto nível na área das fibras, trabalha diretamente com empresas a nível nacional e internacional no desenvolvimento de produtos inovadores, e assume a organização de iniciativas que promovem a discussão sobre temáticas emergentes e o networking entre o meio científico e empresarial. Para além disso, o desenvolvimento e envolvimento da sociedade é um dos pontos fulcrais para a Fibrenamics, que se preocupa diariamente em dar a conhecer de forma simples e completa o que de mais inovador tem sido criado e que repercussões é que esses desenvolvimentos poderão trazer para a sociedade.

Este estudo pretendeu, desta forma, obter uma compreensão mais profunda, abrangente e atualizada sobre o estado da cooperação entre as universidades e as empresas na Europa, desde a perspetiva das instituições de ensino superior e do setor empresarial, passando pela avaliação do estado de atuação desta cooperação nos diferentes países, pela definição dos principais fatores e barreiras para as diferentes partes interessadas e averiguação do tipo de medidas/iniciativas que existem a nível regional/nacional para apoiar o desenvolvimento da cooperação entre as universidades e as empresas.

A cooperação Universidade-Empresa é considerada o motor para sociedades e economias baseadas no conhecimento, sendo por isso, especialmente necessária no contexto europeu, que se encontra ameaçado pelo aumento da concorrência global, com questões económicas em curso e altos níveis de desemprego.

A Fibrenamics, criada em 2011 no seio da Universidade do Minho, revela-se assim um excelente exemplo de promoção e fomento do crescimento económico, de inovação e conhecimento a nível europeu.